Crise interna

Nós estamos vivendo um cenário triste de crise, mas acreditamos que assim como nós, você também já enfrentou isso interiormente. Dias difíceis em que ninguém conseguia entender o que estava acontecendo com você.

Mas nós não acordamos num belo dia e a crise está lá. Normalmente um problema vai se agravando e aumentando, sem que se possa fazer muito para conter, até que chega em um ponto de gravidade em que bate o desespero e o cansaço e aí parece que esse é o fim do mundo.

O que fazer nesse momento em que você já consegue ver a plaquinha escrito “bem vindo ao fundo do poço?”

O primeiro passo é não tentar fingir que está tudo bem e entender que esse não é o seu fim. Pelo menos não precisa ser. Você é a sua responsabilidade e isso significa que o que você faz vai afetar diretamente a sua vida. Se você jogar tudo para o alto e começar a agir como se tudo estivesse acabado, vai colher esse resultado.

Sabemos que é cansativo resistir e lutar, mas piorar e ser negligente consigo mesmo não vai te trazer paz que você procura.

Então, por favor, não desiste de si mesmo.

Você já deve ter visto aqueles filmes que chega o ápice da trama onde todo mundo já desistiu e tem uma pessoa que mesmo com dor, ainda está lutando e se sacrificando. Na sua vida e por você, seja essa pessoa.

Depois que você decide insistir, mesmo com dúvidas, você precisa identificar o que está tirando a sua força no meio de todo esse caos. Sempre tem algo que mais está te enfraquecendo, pode ser um um medo, a convivência com alguém que está te pressionando, um pensamento negativo de que você vai falhar…descubra o que é, e trabalhe diretamente nisso.

Se for uma influência negativa, durante esse período se afaste ao máximo disso. Se for um pensamento negativo ou uma sensação ruim, estabeleça uma rotina de disciplina em que você se esforce para sair dessa situação. Quando você está empenhando em dar o seu melhor e tem consciência disso, as vozes de insegurança ficam mais fracas.

Outro ponto importante é que você tem duas formas de lidar com isso: Com o emocional e com o racional. Enxergar as coisas como se o mundo estivesse contra você ou ficar vulnerável demais ao problema vai te impedir de sair dessa. Agir racionalmente é estabelecer uma consciência de que isso é passageiro e que você é maior do que toda essa situação e tomar atitudes para que isso se resolva.

A crise exige que a gente faça sacrifícios, que a gente se esforce muito e que a gente se torne mais forte.

Às vezes, você vai precisar abandonar a pessoa que construiu até hoje para que uma nova e mais forte possa nascer. Por isso que é muito falado que tempos difíceis mudam a gente. Dependendo das atitudes que tomarmos nesse processo, nós vamos nos tornar pessoas mais maduras ou mais fragilizadas. Qual delas você quer ser?

Pense nisso.

Você não está sozinho.

1 thought on “Crise interna

  1. Nossa!!Que palavras tô passando uma crise dessa e vcs tem me ajudado ainda não consegui vencer mais aos poucos estou dando os meus passos.
    Deus abençoe a cada um que se disponibilizam a ajudar a cada um de nós.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *